Do more on the web, with a fast and secure browser!

Download Opera browser with:

  • built-in ad blocker
  • battery saver
  • free VPN
Download Opera

Opera Mail e Windows 10

  • Na página de download do navegador, ainda existe um link para se baixar o Opera Mail.

    Sim mas o projeto foi abandonado, o programa não mais receberá atualizações.

  • Sim mas o projeto foi abandonado, o programa não mais receberá atualizações.

    Acaso, poderia perguntar qual gerenciador de e-mails você recomendaria atualmente, na hipótese de ainda continuar usando essa espécie de programa e se não uotizapeou?
    A pergunta vale também para outros que a queiram responder.

  • Sim mas o projeto foi abandonado, o programa não mais receberá atualizações.

    Acaso, poderia perguntar qual gerenciador de e-mails você recomendaria atualmente, na hipótese de ainda continuar usando essa espécie de programa e se não uotizapeou?
    A pergunta vale também para outros que a queiram responder.

    Usei durante alguns dias o Thunderbird e é facil de usar.

  • Acaso, poderia perguntar qual gerenciador de e-mails você recomendaria atualmente, na hipótese de ainda continuar usando essa espécie de programa e se não uotizapeou?

    Pra mim um software desse sempre será importante, pois eu trabalho com cinco contas de e-mail simultâneas, duas pessoais e três a trabalho. Uso o Outlook já faz uns 3 anos e ele sempre me atendeu bem. Atualmente estou usando o Outlook do próprio Windows 10 e ele está se saindo muito bem também. Mas há também o Thunderbird, que é gratuito e da Mozilla Foundation.

  • Sim mas o projeto foi abandonado, o programa não mais receberá atualizações.

    Acaso, poderia perguntar qual gerenciador de e-mails você recomendaria atualmente, na hipótese de ainda continuar usando essa espécie de programa e se não uotizapeou?
    A pergunta vale também para outros que a queiram responder.

    Ultimamente tenho acessado email via web mesmo, eventualmente uso o Outlook.

  • Agradeço as respostas do Geazi e do Sidney. Do Thunderbird já fui freguês, há bem tempo, mas, naquele tempo, com o para mim insuperável Outlook 6, só serviu para neste me firmar. As versões posteriores do Outlook não me agradam. O principal aspecto é que ele se tornou muito "intenso", invasivo, além de pago. O Office, ao qual ficou atrelado, cria um tal de one note, que é um convite para o usuário se tornar maníaco compulsivo.
    Ao Leo também meus agradecimentos. Já comentei muito com ele sobre tudo o que se refere a gerenciadores desde meados de 2011 até meados de 2012, principalmente por ter eu tentado um tutorial para o Opera Mail, então M2, assim designado com um orgulho admirável. Tudo acabou se formalizando em duas apresentações do pps, de memória bem saudosa e que agora repercute melancolicamente.

    Para o Leo ter se tornado predominantemente voltado para webmails, muita água passou por debaixo da ponte e a gente constata que é inevitável cantar com o Gregório Barrios da década de 50: en la vida todo se acaba, en la vida todo se muere, y el amor que creímos eterno, un día se aleja y no vuelve jamás... bolerão...Sorry pelo M2, que não encontrou substituto que lhe amenizasse a ausência e se ele fosse uma "dona", teríamos uma viuvez...

  • Para o Leo ter se tornado predominantemente voltado para webmails, muita água passou por debaixo da ponte e a gente constata que é inevitável cantar com o Gregório Barrios da década de 50: en la vida todo se acaba, en la vida todo se muere, y el amor que creímos eterno, un día se aleja y no vuelve jamás...

    😃

    Simplesmente houve uma evolução dos webmails, o que ajudou a praticamente dispensar o uso de programas exclusivos para gerenciar emails.

  • Simplesmente houve uma evolução dos webmails

    Bem, fico mais leve sabendo que, então, para você, pode-se desativar o Gregório Barrios. Se não receasse lhe dar muito trabalho, perguntaria que aspectos da evolução dos webmails tornaram desnecessários os gerenciadores.

  • Se não receasse lhe dar muito trabalho, perguntaria que aspectos da evolução dos webmails tornaram desnecessários os gerenciadores.

    Muitos webmails passaram a permitir que os usuários façam neles o mesmo que fariam em um gerenciador.

    No meu caso, agora tenho um webmail baseado em Office (Outlook) que me oferece alguns dos principais recursos do programa.

  • Muitos webmails passaram a permitir que os usuários façam neles o mesmo que fariam em um gerenciador.

    Lembro-me de que iniciei a tentativa de promover o M2, dizendo que havia uma tendência de considerarem, já naquela época, 2011, o uso de gerenciadores como superado. Você, então, me convenceu do contrário. Dirá que então não, hoje, sim.

    Pergunto: já se consegue visualizar e trabalhar e-mails off line? Salvar um e-mail, no formato do e-mail, no disco rígido? Se o Outlook mail (ou como seja designado) é vinculado a funções do office, certamente que permitirá a formatação até melhorada do que a dos gerenciadores de e-mails, valendo-se dos recursos que o office concede, não? Editando: há também o gerenciamento de feeds pelo webmail?

  • Dirá que então não, hoje, sim.

    É por aí. 🙂 As coisas mudam, não dá para pensar da mesma forma o tempo todo.

    Pergunto: já se consegue visualizar e trabalhar e-mails off line?

    No meu há essa opção mas é limitada e confesso que nunca a testei. De qualquer forma acho que isso deva ser um recurso pouco oferecido pelos webmails.

    Salvar um e-mail, no formato do e-mail, no disco rígido?

    Isso também não, mas é algo que eu não costumo usar.

    Se o Outlook mail (ou como seja designado) é vinculado a funções do office, certamente que permitirá a formatação até melhorada do que a dos gerenciadores de e-mails, valendo-se dos recursos que o office concede, não?

    Tem a opção de mensagem em html como a maioria. Talvez tenha algumas opções a mais também.

    há também o gerenciamento de feeds pelo webmail?

    No meu tem mas ainda não usei.

  • Simplesmente houve uma evolução dos webmails, o que ajudou a praticamente dispensar o uso de programas exclusivos para gerenciar emails.

    "Nem tanto, mestre" (Sr. Ptolomeu) :lol: Nem tanto, para meu jeito de levar e atuar.

  • No meu há essa opção mas é limitada e confesso que nunca a testei. De qualquer forma acho que isso deva ser um recurso pouco oferecido pelos webmails.

    Mas, oferecido pela totalidade dos gerenciadores.

  • Mas, oferecido pela totalidade dos gerenciadores.

    Realmente, mas dependerá das configurações.

    De qualquer forma, eu raramente fico offline. E quando fico, raramente preciso ter acesso a algum email.

  • Pra mim um software desse sempre será importante, pois eu trabalho com cinco contas de e-mail simultâneas, duas pessoais e três a trabalho. Uso o Outlook já faz uns 3 anos e ele sempre me atendeu bem. Atualmente estou usando o Outlook do próprio Windows 10 e ele está se saindo muito bem também. Mas há também o Thunderbird, que é gratuito e da Mozilla Foundation.

    Não seja por isso, alguns web-mails permitem configurar várias contas e nada impede que ainda mais ofereçam esse recurso.
    (Só pra ser do contra.)

    já se consegue visualizar e trabalhar e-mails off line? Salvar um e-mail, no formato do e-mail, no disco rígido? Se o Outlook mail (ou como seja designado) é vinculado a funções do office, certamente que permitirá a formatação até melhorada do que a dos gerenciadores de e-mails, valendo-se dos recursos que o office concede, não? Editando: há também o gerenciamento de feeds pelo webmail?

    Todos esses parecem recursos supérfluos (desnecessários) pra mim, extremamente pouco utilizados.
    Mas nada impede que algum web-mail implemente um dia, um BD off-line, acho que "formato de e-mail" não existe cada programa tem o seu e geralmente as pessoas encaminham pra poder editar ou imprimem como PDF (o que o Opera pode fazer nativamente por causa do Chromium) pra guardar, vincular a funções de formatação do Office (que já tem versão web e quem sabe um dia fica completa em recursos)...

  • Para mim, não são supérfluos. Atrasado, ou avançado, estão a meu gosto, manias e caduquices a que a idade me dá direito. Já consta isso no estatuto do idoso. :XP:

    Quando a história do BD se efetivar, retirarei esse quesito. Já o PDF, não tinha pensado nisso. Seja como for, é, atualmente, mais trabalhoso. No outlook 6 e acho que ainda no win 98, o office podia ser habilitado para editar e-mails naquele (saudoso) gerenciador, salve, ficavam bem bonitos. Na versão 97-2003,se não me engano. A seguinte desabilitou.

    Também dentro das minhas idiossincrasias, nunca um webmail integrado pode ser comparado a um gerenciador, principalmente pela privacidade, fora eventuais, embora raros, panes na internet.

  • acho que "formato de e-mail" não existe

    Existe. No Opera Mail é .mb e .mb2. No outlook é/era .eml e outra extensão de que não me recordo para recompor os backupeados.
    Naturalmente, todos são abertos pelos respectivos gerenciadores. Quando se reintegram aos gerenciadores, são reavivados, com todos os dados e assim ressuscitados podem ser reativados, em caso de necessidade, por exemplo, o assunto a que dizem respeito voltou ao interesse.

    Quanto a extremamente pouco utilizados, acho que concordo inteiramente, se você está-se referindo a número de pessoas que com eles interagem. Mas, não para os que os apreciam e sabem de sua existência. Aí, são relativamente bastante utilizados.
    A minoria também deve ser contemplada. Pode, em algumas circunstâncias, seus componentes representar uma fatia mercadológica financeiramente atraente. Não é à toa que a Micosoft criou o modo de compatibilidade, saída genial que encontrou.

    Para feeds, desconheço outro condutor melhor do que o Opera Mail, mesmo nas condições de hoje. Estou dizendo que
    desconheço, não que não exista.

  • Correção: onde escrevi .mb2, leia-se .mbs. E a extensão para importar os backups do outlook é/era dbk.

  • Existe. No Opera Mail é .mb e .mb2. No outlook é/era .eml e outra extensão de que não me recordo para recompor os backupeados.

    Acho que ele se referia a um formato universal.

    Naturalmente, todos são abertos pelos respectivos gerenciadores. Quando se reintegram aos gerenciadores, são reavivados, com todos os dados e assim ressuscitados podem ser reativados, em caso de necessidade, por exemplo, o assunto a que dizem respeito voltou ao interesse.

    Se a ideia era fazer backup, por que simplesmente não fazer cópias períodicas da pasta de emails?

  • Acho que ele se referia a um formato universal.

    No caso, o Rafa estava pondo em observação a minha expressão "formato e-mail" que nunca pretendi que fosse universal. Isto resultou de eu perguntar a você se os webmails permitiam salvar um e-mail no formato dele, do e-mail, isto é, com todas as características, remetente, destinatário, assunto, corpo da mensagem, anexos... e "ressuscitá-los" inclusive com todas as suas funções (encaminhar, responder etc.) que os gerenciadores permitem e os webmails não. E você assim entendeu, tanto que respondeu que não.

    Se a ideia era fazer backup, por que simplesmente não fazer cópias períodicas da pasta de emails?

    Isto, você está dizendo no Opera Mail, não é? O Opera Mail, salvando no formato .mbs consegue a façanha de fazer backup daquele de um só e-mail, como de um conjunto. Já o outlook, não, na versão que usei. Nele, os arquivos salvos na extensão .eml voltavam reintegrados, enquanto o computador, por exemplo, não fosse à formatação. Indo, quando voltava, os salvos na extensão .eml não se reintegravam, nem sequer abriam novamente, somente os backupeados na extensão default dbk se reintegravam. Ele só fazia backup de pastas, o trabalho era bastante diferente de copiar a pasta de e-mails.

Log in to reply